Adolescente de 13 anos morre após ser agredido por colegas de escola

Um menino de 13 anos morreu uma semana depois de dois colegas pularem sobre as costas dele dentro de uma escola estadual em Praia Grande, no litoral de São Paulo. O pai de Carlos Teixeira afirmou que o filho era saudável e acredita que a morte aconteceu em decorrência da agressão sofrida. Segundo apurado pelo g1, o caso foi registrado na Polícia Civil e a causa da morte ainda está sendo investigada.

“A gente leva a criança para escola achando que a criança vai estudar, que vai estar segura e, ao final, olha o que acontece”, lamentou o pai de Carlos, Julisses Fleming, de 42 anos, que trabalha como porteiro e manobrista.

Os dois meninos que teriam pulado sobre Carlos estudavam com ele no 6º ano do Ensino Fundamental da Escola Estadual Professor Júlio Pardo Couto, conforme apurado pela equipe de reportagem.

A agressão aconteceu no último dia 9 de abril e, segundo o pai, no mesmo dia o adolescente reclamou de dores nas costas e falta de ar.

Julisses disse que levou o filho à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Praia Grande ao menos três vezes na semana, onde o filho era medicado e, em seguida, liberado.

Os sintomas do adolescente se intensificaram na segunda-feira (15) e o pai decidiu levá-lo à UPA Central de Santos (SP), onde ele precisou ser internado e entubado. Na terça-feira (16), ele foi transferido para Santa Casa de Santos e morreu após três paradas cardiorrespiratórias.

Bullying

De acordo com o Julisses, o filho relatou que estava de costas para a dupla conversando com um outro colega. Neste momento, os adolescentes teriam pulado em cima dele. “Eles não estavam conversando e brincando [entre eles]”.

O pai acrescentou que Carlos sofria bullying e, inclusive, já havia sido agredido por outros alunos anteriormente. “Me sinto acabado e destruído […]. O meu filho estava sofrendo bullying. O meu menino estava em estado de pânico o tempo todo”.

Secretaria de Educação

A Secretaria de Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) afirmou ao g1 que lamenta profundamente a morte do estudante. De acordo com a pasta, a Diretoria de Ensino de São Vicente instaurou uma apuração preliminar interna e colabora com as autoridades nas investigações.

A Prefeitura de Praia Grande disse que lamenta profundamente a ocorrência com um aluno da Escola Estadual Júlio Pardo Couto, no Bairro Nova Mirim. A administração municipal se solidariza com os familiares e amigos do jovem.

A Prefeitura solicitou junto a secretaria de Estado uma apuração completa dos fatos, já que a unidade de ensino é estadual e explica ainda que também já está analisando todos os procedimentos adotados no atendimento efetuado no pronto-socorro da Cidade.

Causa da morte

Julisses afirmou que os médicos disseram que a suspeita era de que a causa da morte seria uma infecção no pulmão. Em nota, a Santa Casa de Santos confirmou a transferência da UPA Central, mas disse não ter autorização para dar mais informações sobre o caso.

A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) afirmou que o caso foi registrado como morte suspeita e é investigado pelo 1º Distrito Policial (DP) de Praia Grande. Conforme apurado pelo g1, o corpo de Carlos passará por necropsia — procedimento médico que examina a causa da morte.

Especialistas

A pedido do g1, os médicos clínicos Carlos Machado e Marcelo Bechara analisaram o caso com base nas próprias experiências profissionais e nas informações passadas pela equipe de reportagem. Ambos afirmaram que o excesso de peso nas costas pode ter levado a um trauma — lesões causadas por um evento traumático externo ao corpo e que acontece de forma inesperada.

De acordo com Carlos Machado, o trauma pode ter sido uma fratura ou esmagamento da vértebra na coluna cervical, torácica e até na costela.

“Se ele estiver com uma dessas lesões, […] podia estar furando o pulmão, o que dificulta a respiração e, respirando menos, faz com que tenha secreção acumulada, que é uma infecção pulmonar”, afirmou o profissional.

Marcelo Bechara acrescentou que, pelo mesmo motivo, ocorre uma parada cardiorrespiratória. “O excesso de peso nas costas podem ter levado a um trauma que pode levar a um pneumotórax […], [quando] o pulmão não consegue ventilar e uma hora chega a parada cardíaca mesmo”, disse ele.

A Prefeitura de Praia Grande foi questionada sobre os atendimentos prestados a Carlos na UPA, mas a administração municipal respondeu apenas que não foram encontrados registros de ocorrência por parte da Guarda Civil Municipal (GCM).

FONTE: G1 Santos

PUBLICIDADE

Comentários:

PUBLICIDADE

Colunistas

Thayronne Brito

É um especialista renomado no mercado digital, trazendo soluções inovadoras e estratégias eficazes para o sucesso online.

Bruno de Lima

Jornalista e graduado em Gestão da Tecnologia da Informação, traz uma abordagem única e perspicaz aos temas que aborda.

Gilmara Bandeira

A renomada Digital Influencer, Videomaker e Apresentadora, brilha com seu carisma e talento em cada projeto que realiza.

Silvano dias

O radialista incisivo e cativante do programa ‘Boca Quente’, trazendo as notícias mais quentes e opiniões afiadas para os ouvintes ávidos.

PUBLICIDADE

Mais visualizadas

Postagens relacionadas

SINFUMC emite nota de solidariedade aos professores de Cajazeiras pela acusação de políticos de falsificarem seus diplomas de mestrado
12 de julho de 2024

SINFUMC emite nota de solidariedade aos professores de Cajazeiras pela acusação de políticos de falsificarem seus diplomas de mestrado

O Sindicato dos Funcionários Municipais de Cajazeiras (SINFUMC), no Sertão da Paraíba, emitiu nota de solidariedade nesta quinta-feira (11.jul.2024) aos professores do município pela acusação de falsificação de

12 de julho de 2024
Incêndios transformam Pantanal em cemitério a céu aberto: cobras, jacarés e anfíbios são maioria entre animais mortos
11 de julho de 2024

Incêndios transformam Pantanal em cemitério a céu aberto: cobras, jacarés e anfíbios são maioria entre animais mortos

Os incêndios que atingem o Pantanal há mais de 90 dias fizeram com que o bioma se tornasse um grande cemitério a céu aberto. De acordo com o Grupo de

11 de julho de 2024
Homem é Preso Andando Pelado pelas Ruas de João Pessoa
11 de julho de 2024

Homem é Preso Andando Pelado pelas Ruas de João Pessoa

Na manhã desta quarta-feira (10), um episódio inusitado chamou a atenção dos moradores do bairro Valentina de Figueiredo, em João Pessoa. Um homem foi preso ao ser flagrado

11 de julho de 2024
Câmara dos deputados aprova isenção de impostos para carnes, peixes, queijos e sal
11 de julho de 2024

Câmara dos deputados aprova isenção de impostos para carnes, peixes, queijos e sal

A Câmara dos Deputados concluiu a votação do projeto que regulamenta a reforma tributária (Projeto de Lei Complementar 68/24), com várias mudanças em relação ao projeto original, de autoria do

11 de julho de 2024
Influenciadora virtual mais seguida do mundo, Lu do Magalu ganha versão ultra realista que evidencia até os poros da pele.
10 de julho de 2024

Influenciadora virtual mais seguida do mundo, Lu do Magalu ganha versão ultra realista que evidencia até os poros da pele.

A influenciadora virtual mais seguida do mundo, Lu do Magalu, acaba de ganhar uma nova versão ultra realista. Agora, seus seguidores podem apreciar com maior nitidez os poros

10 de julho de 2024