Não Pode! TSE reafirma proibição de terceiro mandato para prefeito deixando claro que Chico Mendes não poderá ser candidato

Em sessão na noite dessa terça-feira (18), o Tribunal Superior Eleitoral respondeu a três novas consultas sob prefeitos que já exerceram dois mandatos consecutivos estão proibidos de concorrer a um terceiro mandato, mesmo que pleiteiem candidatura em município diferente. Esse entendimento, também foi fixado por jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (STF).

A primeira consulta se aplica ao caso semelhante ao do deputado Chico Mendes (PSB), que foi prefeito por duas vezes em São José de Piranhas, renunciou o mandato e se elegeu a deputado e pretende disputar a prefeitura, agora de Cajazeiras  Diferentemente, de algumas opiniões de advogados, a corte eleitoral brasileira deixa claro que não será possível uma candidatura como a de Chico Mendes.

Observe que a primeira consulta, formulada pela deputada federal Yandra Moura, indagava se “pessoa que, no curso do segundo mandato de prefeito(a), se desincompatibiliza para concorrer à eleição proporcional estadual ou federal (âmbito federativo superior) e se elege, rompendo completamente o vínculo jurídico com o cargo de chefe do Executivo e com o município em que exerceu o cargo de prefeito(a) após tomar posse como deputado(a) estadual ou federal, pode, após 18 meses de exercício em caráter definitivo da função parlamentar, candidatar-se à chefia do Executivo em município diversamente daquele em que já foi prefeito”.

A resposta do colegiado foi NÃO PODE!

Segundo o relator, o princípio republicano está a inspirar a seguinte interpretação basilar dos parágrafos 5º e 6º do artigo 14 da Constituição Federal: somente é possível eleger-se para o cargo de prefeito municipal por duas vezes consecutivas.
De acordo com Ramos Tavares, depois disso, apenas é permitida – respeitado o prazo de desincompatibilização de seis meses – a candidatura a outro cargo, ou seja, a mandato legislativo ou aos cargos de governador de estado ou de presidente da República, não mais de prefeito municipal.
“Não vejo nenhuma particularidade capaz de estabelecer distinção em relação àquilo que consta expressamente da decisão do Supremo, independentemente se houve renúncia, se houve participação em um pleito e se foi vitoriosa ou não a participação em um pleito intercorrente entre os pleitos municipais”, concluiu o relator.
As outras duas Consultas:
Na segunda consulta, o Movimento Democrático Brasileiro (MDB) indagou se “ofende o § 5º do art. 14 da Constituição Federal a hipótese de expresso reeleito de município do interior que tenha se desincompatibilizado no prazo legal para concorrer efetivamente a cargo majoritário (governador e senador) nas eleições gerais subsequentes e, posteriormente, sem vencer nessa eleição, venha a concorrer para o cargo de prefeito da capital na eleição municipal seguinte”. Nesse caso, a reposta do Tribunal foi afirmativa.
Na terceira consulta, feita pelo Partido Liberal (PL), a agremiação perguntou se “ofende os § 5º e § 6º do artigo 14 da Constituição Federal a hipótese de o prefeito reeleito que renunciou ao cargo para concorrer a outro cargo eletivo, sem vencer na eleição, e, posteriormente, sem mandato, na eleição subsequente, a realizar-se dois anos e seis meses após a renúncia, concorrer para o cargo de prefeito em município diverso, considerando que não possui mais prazo para desincompatibilização”. Esse questionamento também foi respondido afirmativamente.

Fonte: TSE

PUBLICIDADE

Comentários:

PUBLICIDADE

Colunistas

Thayronne Brito

É um especialista renomado no mercado digital, trazendo soluções inovadoras e estratégias eficazes para o sucesso online.

Bruno de Lima

Jornalista e graduado em Gestão da Tecnologia da Informação, traz uma abordagem única e perspicaz aos temas que aborda.

Gilmara Bandeira

A renomada Digital Influencer, Videomaker e Apresentadora, brilha com seu carisma e talento em cada projeto que realiza.

Silvano dias

O radialista incisivo e cativante do programa ‘Boca Quente’, trazendo as notícias mais quentes e opiniões afiadas para os ouvintes ávidos.

PUBLICIDADE

Mais visualizadas

Postagens relacionadas

Corpo em avançado estado de decomposição é encontrado na zona rural de Ibiara
21 de julho de 2024

Corpo em avançado estado de decomposição é encontrado na zona rural de Ibiara

Um corpo em avançado estado de decomposição foi encontrado na manhã deste sábado (20) nas proximidades do sítio Logradouro, zona rural do município de Ibiara (PB). O cadáver,

21 de julho de 2024
Dep. Dra. Paula parabeniza secretário de saúde da Paraíba pela postura em relação ao caso de tentativa de uso eleitoreiro do OPERA PARAÍBA no HRC
21 de julho de 2024

Dep. Dra. Paula parabeniza secretário de saúde da Paraíba pela postura em relação ao caso de tentativa de uso eleitoreiro do OPERA PARAÍBA no HRC

  A deputada estadual Dra. Paula Francinete (PP) utilizou as suas redes sociais para parabenizar a postura do secretário de saúde do estado da Paraíba, Ari Reis que,

21 de julho de 2024
Partidos podem fazer convenções a partir deste sábado para oficializar candidatos
20 de julho de 2024

Partidos podem fazer convenções a partir deste sábado para oficializar candidatos

  A partir deste sábado (20), os partidos políticos e federações estão autorizados a realizar as convenções, eventos em que oficializam a escolha de seus candidatos a prefeito

20 de julho de 2024
Vídeo: assaltante morre atropelado por ônibus logo após roubar celular de idoso
20 de julho de 2024

Vídeo: assaltante morre atropelado por ônibus logo após roubar celular de idoso

Um assaltante morreu atropelado por um ônibus logo depois de roubar o celular de um idoso na Lapa, Zona Oeste de São Paulo, nesta sexta-feira (19). Tudo foi

20 de julho de 2024
Blogueira e pré-candidata a vereadora é presa suspeita de estupro de vulnerável e exploração sexual, na Paraíba
20 de julho de 2024

Blogueira e pré-candidata a vereadora é presa suspeita de estupro de vulnerável e exploração sexual, na Paraíba

Uma blogueira que é pré-candidata a vereadora na cidade de Ingá, na Paraíba, foi presa nessa sexta-feira (19) durante uma operação da Polícia Militar. Segundo a Polícia Civil,

20 de julho de 2024