Escândalo: Ministério Público da Paraíba denuncia Chico Mendes por fraudar licitação e determina a devolução de quase R$ 1,3 milhão.

O ex-prefeito e atual deputado estadual Francisco Mendes Campos (Chico Mendes) e mais seis pessoas foram acusados de cometer fraudes em uma licitação, causando prejuízos aos cofres públicos no valor de R$ 1.238.221,70 (um milhão, duzentos e trinta e oito mil duzentos e vinte e um reais e setenta centavos).

Segundo a Ação Civil de Improbidade Administrativa n.º 0801001-72.2024.8.15.0221, proposta pelo Ministério Público da Paraíba, Chico Mendes, que era prefeito de São José de Piranhas na época dos fatos, em conluio com outras 06 (seis) pessoas, cometeu irregularidades no Pregão Presencial n.º 026/2020, para a contratação de serviços de transporte de alunos e professores da rede estadual e municipal da cidade.

A investigação apontou que os licitantes foram previamente direcionados, causando um grande prejuízo aos cofres públicos.

Conforme é narrado na citada Ação Judicial, que tramita na justiça da Paraíba e que teve autoria do Ministério Público, os fatos são os seguintes:

Francisco Mendes Campos (Chico Mendes), prefeito de São José de Piranhas à época do fato, juntamente com José Lopes Brasileiro Júnior, Vice-Prefeito, Helder de Lima Freitas, integrante da Comissão de Licitação, Adalgenia Ferreira da Silva, integrante da Comissão de Licitação, José Edinarco da Silva Leite, Secretário Municipal de Transportes Maria Geciana Lopes Leite, Secretária Municipal de Administração e Lukas Leite Tavares, integrante da Comissão de Licitação praticaram um mega dano ao erário fraudando um certame licitatório, Pregão Presencial n.º 026/2020, cujo objeto é “a contratação de serviços para transporte de alunos da rede estadual e municipal de ensino e de professores da rede municipal de ensino de São José de Piranhas.”, tendo sido estimado para o valor global da contratação a quantia de R$ 1.238.221,70 (um milhão, duzentos e trinta e oito mil duzentos e vinte e um reais e sessenta centavos).

Conforme restou apurado nos autos do ICP 039.2021.000893, a Sessão Pública do Pregão ocorreu na data de 05 de março de 2020, oportunidade em que se sagraram vencedores vários licitantes pré-direcionados.

De acordo com autos processuais a dotação orçamentária do referido objeto da licitação advém de convênio realizado entre os municípios e o Estado da Paraíba, intitulado Programa de Transporte Escolar Paraíba – PTEPB, este criado através do Decreto Estadual n.º 39052 de 20 de março de 2019, ao qual o Prefeito Francisco Mendes aderiu, conforme Termo de Adesão à fl. 1149 do ICP.

Ocorre que, após a adesão, a gestão municipal, ao invés de prontamente diligenciar para a realização da licitação concernente, saiu em busca de motoristas interessados em prestar o serviço em questão, pactuando diretamente com estes as rotas e valores, além de outros detalhes da contratação, conforme se pode observar do depoimento de alguns licitantes ouvidos nos autos do ICP.

Desta feita, somente após o início da prestação dos serviços, no mês de março de 2020, é que foi dado prosseguimento ao procedimento licitatório com o fito de maquiar o ajuste prévio estabelecido entre a Prefeitura Municipal e os prestadores de serviço.

Dessa forma, é de se concluir que os licitantes propuseram os valores previamente acordados com a gestão municipal para cada rota, não tendo ocorrido qualquer disputa pelos itens, de modo que é impossível que a administração tenha obtido o resultado mais vantajoso.

Diante da conduta fática acima narrada, fica evidente a violação ao descrito no art. 11, inciso V, da Lei n. 8.429/92, sendo necessária a condenação dos Promovidos Francisco Mendes Campos, José Edinarco da Silva Leite, José Lopes Brasileiro Júnior, Maria Geciana Lopes LeiteHelder de Lima FreitasAdalgenia Ferreira da Silva e Lucas Leite Tavares, nas cominações do artigo 12, inciso III, da Lei 8429/92.

Após uma minuciosa investigação transcorrer e todo o processo ser instruído de forma segura e probatória, o Ministério Público da Paraíba pugnou da seguinte forma:

Seja recebida a peça exordial, citando-se, então, os Promovidos para, querendo, contestá-la;
Seja julgada PROCEDENTE a presente demanda em face da prática de ato de improbidade administrativa para condenar os promovidos Francisco Mendes CamposJosé Edinarco da Silva LeiteJosé Lopes Brasileiro JúniorMaria Geciana Lopes LeiteHelder de Lima FreitasAdalgenia Ferreira da Silva e Lucas Leite Tavares na conduta descrita no art. 11, inciso V, da Lei n. 8.429/92, devendo ser responsabilizados conforme art. 12, inciso III, do mesmo Diploma Legal;

Pugna, ainda, o Parquet que a condenação dos Promovidos ao pagamento da multa civil, seja em benefício do Fundo de Direitos Difusos da Paraíba, FDD, consoante art. 2º, da Lei Estadual n.º 8.102/2006, solicitando que a sentença determine a atualização monetária da multa civil desde a prática do ilícito, conforme súmula 43 e 54, do STJ, valor este a ser apurado em liquidação de sentença.

Por fim, requer o Ministério Público que o valor de ressarcimento ao erário e da multa civil sejam determinados na fase de liquidação de sentença, vez que é necessária a atualização dos valores.

Protesta provar o alegado por todos os meios de prova permitidos em direito, e especialmente testemunhal, pericial e documental.
Dá-se à causa o valor de R$ 1.238.221,70 (um milhão, duzentos e trinta e oito mil, duzentos e vinte e um reais e sessenta centavos).

Fonte: Espião do Sertão 

PUBLICIDADE

Comentários:

PUBLICIDADE

Colunistas

Thayronne Brito

É um especialista renomado no mercado digital, trazendo soluções inovadoras e estratégias eficazes para o sucesso online.

Bruno de Lima

Jornalista e graduado em Gestão da Tecnologia da Informação, traz uma abordagem única e perspicaz aos temas que aborda.

Gilmara Bandeira

A renomada Digital Influencer, Videomaker e Apresentadora, brilha com seu carisma e talento em cada projeto que realiza.

Silvano dias

O radialista incisivo e cativante do programa ‘Boca Quente’, trazendo as notícias mais quentes e opiniões afiadas para os ouvintes ávidos.

PUBLICIDADE

Mais visualizadas

Postagens relacionadas

Alerta de vendavais é emitido para todos os municípios da Paraíba
21 de julho de 2024

Alerta de vendavais é emitido para todos os municípios da Paraíba

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de perigo potencial para vendaval que abrange os 223 municípios da Paraíba. O alerta teve início às 9h deste

21 de julho de 2024
Corpo em avançado estado de decomposição é encontrado na zona rural de Ibiara
21 de julho de 2024

Corpo em avançado estado de decomposição é encontrado na zona rural de Ibiara

Um corpo em avançado estado de decomposição foi encontrado na manhã deste sábado (20) nas proximidades do sítio Logradouro, zona rural do município de Ibiara (PB). O cadáver,

21 de julho de 2024
Dep. Dra. Paula parabeniza secretário de saúde da Paraíba pela postura em relação ao caso de tentativa de uso eleitoreiro do OPERA PARAÍBA no HRC
21 de julho de 2024

Dep. Dra. Paula parabeniza secretário de saúde da Paraíba pela postura em relação ao caso de tentativa de uso eleitoreiro do OPERA PARAÍBA no HRC

  A deputada estadual Dra. Paula Francinete (PP) utilizou as suas redes sociais para parabenizar a postura do secretário de saúde do estado da Paraíba, Ari Reis que,

21 de julho de 2024
Partidos podem fazer convenções a partir deste sábado para oficializar candidatos
20 de julho de 2024

Partidos podem fazer convenções a partir deste sábado para oficializar candidatos

  A partir deste sábado (20), os partidos políticos e federações estão autorizados a realizar as convenções, eventos em que oficializam a escolha de seus candidatos a prefeito

20 de julho de 2024
Vídeo: assaltante morre atropelado por ônibus logo após roubar celular de idoso
20 de julho de 2024

Vídeo: assaltante morre atropelado por ônibus logo após roubar celular de idoso

Um assaltante morreu atropelado por um ônibus logo depois de roubar o celular de um idoso na Lapa, Zona Oeste de São Paulo, nesta sexta-feira (19). Tudo foi

20 de julho de 2024